quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Os 5 milagres reais da medicina

Dos tempos dos curandeiros tribais até as mais modernas práticas médicas passaram-se muitos anos e principalmente incontáveis horas de pesquisa. Isso possibilitou o avanço não só da área de saúde mas também da qualidade de vida das pessoas. Doenças hoje consideradas simples já mataram milhões de pessoas e com certeza doenças que tememos muito hoje serão resolvidas de maneira simples no futuro. Alguns dos casos vistos abaixo parecem ter saído de um filme ou série de TV, mas foram acontecimentos reais e extraordinários, sendo que algumas vezes até inexplicáveis.




1 – Adolescente sobrevive 118 dias sem o coração:

Uma garota de 14 anos chamada D’Zhana Simmons precisou de um transplante de coração. Para o desespero dela e de sua família complicações ocorreram e seu novo órgão não funcionava direito. Os médicos então se encontraram em uma sinuca pois não havia um novo coração disponível para o transplante e ela não podia ficar com o que havia recebido. Foi então que eles implantaram duas bombas artificiais para manter o sangue circulando.

O “coração artificial” é usado para auxiliar o funcionamento do coração orgânico e os médicos fizeram uma experiência ao manter a garota apenas com as bombas artificiais. Para a felicidade de todos D’Zhana ficou 118 dias sem um coração no peito até um novo órgão chegar. Ela fez o transplante e o procedimento foi um sucesso.



2 – Homem cego recupera a visão depois de ter um dente implantado em seu olho:





O construtor britânico Martin Jones, de 42 anos, perdeu a visão em um acidente de trabalho. Dez anos depois um procedimento de ponta conseguiu devolver-lhe a visão. Os médicos utilizaram um pedaço de dente como suporte para lentes enxertadas de sua pele. Ele perdeu a visão quando um tudo de alumínio explodiu na sua cara deixando 37% de seu corpo queimado, sendo que um de seus globos oculares havia sido removido.

Os médicos usaram o dente (um canino) como suporte pois o corpo poderia rejeitar um similar de material plástico. A primeira pessoa que Martin queria ver era sua esposa, com quem era casado há 2 anos, quando já era cego.



3 – Mãe precisa escolher qual das gêmeas vai viver e as duas acabam vivas:





Os médicos tinham uma péssima notícia para o casal Shannon e Mike Gimbel. Uma das bebês gêmeas que Shannon estava esperando estava drenando a outra através de vasos sanguíneos que compartilhavam. Por isso uma estava ficando muito fraca e se a mãe não escolhesse matá-la havia até 90% de chance de que uma ou as duas gêmeas acabassem falecendo.
Enquanto o casal decidia esta questão impossível, o Dr. Kent Heyborne propôs uma alternativa. Ele chamaria uma equipe de cirurgiões que faria um procedimento a laser dentro do útero de Shannon, cauterizando os vasos que as gêmeas dividiam, acabando com o problema. A cirurgia foi um sucesso e as irmãs Reese e McKenna nasceram dois meses depois.



4 – Fé ou ciência salvou a vida de rapaz decapitado ortopedicamente?





Um acidente de carro separou o crânio e as vértebras de Jordan Taylor. Não havia nenhuma ligação entre os ossos do pescoço e da cabeça dele, situação que é chamada de “decapitação ortopédica”. Segundo médicos as chances de sobrevivência eram de 1%.


Quando a notícia de seu acidente e de sua condição chegou a igreja frequentada pela família uma corrente de orações foi feita por outras congregações locais e nacionais dos EUA.
Do lado da medicina os médicos colocaram uma placa de metal, parafusos e hastes de titânio para ligar sua cabeça e pescoço. Seja por um lado ou pelo outro três meses depois ele já estava frequentando a escola novamente.



5 – Paraplégico volta a andar depois de ser picado por aranha:





Ao saber desta história me lembrei logo de Peter Parker, que ganhou super poderes após ser picado por uma aranha. David Blancarte perdeu os movimentos da cintura para baixo após um acidente de moto. Vinte anos depois uma aranha marrom o picou e ele voltou a andar. A picada fez com que ele fosse levado ao hospital e depois a fisioterapia.

Durante as sessões de fisioterapia a enfermeira notou que ele estava tendo espasmos em sua perna. Cinco dias depois ele estava andando. Infelizmente para ele poucos dias depois David foi preso por um mandato devido a abuso doméstico.



Fonte: PipocaBits

domingo, 3 de outubro de 2010

Estudante se mata depois de ter vídeo de encontro com outro rapaz publicado na internet

Uma história de invasão de privacidade chocou os Estados Unidos. Um jovem se matou três dias depois de que imagens dele trocando carícias com um homem foram parar na internet. A divulgação do vídeo pode ter levado o universitário a se matar.


Tyler Clementi, de 18 anos, morava em um dormitório de universidade, no estado de Nova Jersey. Ele dividia o quarto com o colega Dharum Ravi, para quem pediu um pouco de privacidade. Ravi saiu, mas deixou uma webcam ligada, gravando tudo o que acontecia no quarto. As imagens gravadas mostravam Tyler beijando outro homem.
O ministério público acusa Ravi e outra estudante de jogarem as imagens na internet sem permissão. Em uma rede social, Ravi escreveu que tinha ligado a câmera para gravar o encontro.
Tyler era tímido e nunca falou com a família sobre sua orientação sexual. Ele avisou pela internet que iria se jogar de uma ponte e se matou.
Os dois estudantes envolvidos no cyberbullying podem ser punidos com cinco anos de cadeia. Promotores acreditam que a divulgação do vídeo esteja relacionada ao suicídio.

G1

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Afinal, por que as pessoas traem?

A traição não é uma atitude que se possa chamar de moderna. Sempre existiu. Homens e mulheres, de uma forma ou de outra, nunca estiveram livres do "pecado" do adultério. É fato que, em nossa sociedade, a tolerância com a infidelidade masculina sempre foi maior do que com a das mulheres. Com a revolução feminista, no entanto, o sexo dito "frágil" passou a se preocupar menos com a dissimulação de seus atos, e, mais abertamente, a assumir que também está sujeita a dar as suas "puladinhas de cerca".


Mas, afinal, por que as pessoas traem?

Segundo a psicoterapeuta Olga Inês Tessari, são vários os fatores que levam à traição: questões culturais, carências, insatisfação em relação a desejos e expectativas com o (a) parceiro (a), vingança, a busca pelo novo, o estímulo provocado pela sensação de perigo, ou mesmo de poder. "A idéia de posse existe em quase todas as relações estáveis e as cobranças de fidelidade são normais e aceitas pela sociedade."


A falta de diálogo entre o casal é outro motivo relevante. "Essa comunicação é transferida para outra pessoa. Opta-se, neste caso, por uma saída aparentemente mais fácil. Por vários motivos, é excluída a possibilidade de aceitar o outro como ele é. Ao invés de tentar crescer com seu parceiro, algumas pessoas passam a acreditar que só terão alegrias, emoções e crescimento fora do casamento", declara Olga.

Relações monótonas, que caem na rotina, também são convites ao adultério.

"Qual ser humano consegue viver sem emoção?", pergunta a especialista em dificuldades nos relacionamentos. Em situações como essa, as pessoas costumam se acomodar. Esse conformismo, segundo Olga, "gera pessoas insatisfeitas, ressentidas, e arrependidas do que nunca fizeram..." Está aí aberta uma porta para a traição. "Mais dia menos dia, elas podem ser levadas a buscar, em outra pessoa, aquilo que ficou reprimido, por muito tempo, no relacionamento que está vivendo."


O terapeuta sexual Oswaldo Rodrigues Jr., acredita que, em muitos casos, a infidelidade pode causar sofrimento. Além das pessoas que traem "porque desejam, racional e voluntariamente, ter relacionamentos sexuais e afetivos variados", existem aquelas que são infiéis "porque repetem, involuntariamente, padrões culturais e socialmente impostos, de que as pessoas têm que ter relacionamentos múltiplos", esclarece. Segundo o terapeuta sexual, há ainda as que "mentem e sabem que não estão seguindo os compromissos de modo sincero, mas o fazem para burlar regras e brigar com o que aprendeu".



Existe uma crença de que os homens traem mais do que as mulheres. Será?

Oswaldo Rodrigues acredita que, embora isso seja uma tendência (os homens aprendem, desde pequenos, que podem ter mais de um relacionamento, e sentem-se, por isso, apoiados na verdade), não existem pesquisas confiáveis sobre números de traições. "O discurso social é exagerado", afirma o terapeuta. Por quê? Os homens, geralmente, falam demais, no intuito de "validar sua masculinidade". Segundo Oswaldo, a porcentagem de infiéis deve girar "em torno de 25% dos homens".


Para Olga Inês, a idealização da "mulher perfeita", pelos homens, e do "homem que as apoie e as ajude", pelas mulheres (que costumam confundir "casamento com felicidade"), faz com que as pessoas reivindiquem muito umas das outras, "o que gera muitas frustrações, abrindo caminho para a infidelidade".


A psicoterapeuta lembra, contudo, que nossa sociedade é patriarcal e machista. "Os homens são educados para não desperdiçarem nenhuma oportunidade de demonstrar sua masculinidade e sexualidade, e a traição masculina é melhor aceita do que a feminina."



As diversas reações e como fica o amor

As reações ao adultério são as mais diversas. Oswaldo diz que tudo "depende do contexto no qual a traição aconteça". Quando se toma conhecimento do fato através de uma confidência, mantendo-se a privacidade, a tendência é a de se desculpar o traidor. No entanto, quando a traição torna-se pública, o problema aumenta, porque as pessoas envolvidas sentem a necessidade de uma resposta pública. Precisam agir. "A ação vai desde um abandono do relacionamento à destruição da outra pessoa, com um homicídio", explica Oswaldo. "Socialmente, isso era até aceito no Brasil há cerca de 30 anos, quando a traidora era a mulher e o homem tinha o direito de lavar a honra com sangue..."


Olga lembra que, por questões de dependência econômica, as mulheres, geralmente, aceitam melhor a traição, "acomodando-se e omitindo-se por temer pela família e por elas mesmas. Quando descobrem a traição, elas adotam a postura de mãe compreensiva".


Já os homens traídos fazem de tudo para fingir que não sabem. Se assumirem que têm conhecimento da infidelidade, "terão que tomar uma atitude perante a sociedade (que aceita muito melhor a traição masculina do que a feminina).


No geral, a psicoterapeuta, acha que, "a menos que a relação seja totalmente destituída de sentimentos, é muito difícil suportar a infidelidade", mas, para a maioria das pessoas, ela ainda "é um acontecimento muito mais suportável do que a separação".


Traição significa ausência de amor?

Oswaldo acredita que "não necessariamente. Tudo depende de como o relacionamento se estabeleceu, desde o início".


O terapeuta faz distinção entre "amor" e "casal socialmente formado". "Uma pessoa pode amar outra, mas isso não significa que esteja disposta a se comprometer a ações e comportamentos socialmente determinados ou permitidos. As formas de pensar e a moral de cada pessoa não estão necessariamente associadas ao amor que sente."


Olga lembra que, "teoricamente, quem ama respeita e quem respeita procura não trair". No entanto, há casos em que as traições "são experiências fortuitas e ocasionais". O pior é quando "a infidelidade torna-se uma constante e serve como uma muleta para a manutenção de um relacionamento, buscando-se, lá fora, a complementação do que não se tem dentro de casa". Quando isso acontece, "é hora de se parar e refletir seriamente sobre seus ideais de vida e de relacionamento", alerta a psicoterapeuta.

http://ajudaemocional.tripod.com

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Os cinco principais destinos de ecoturismo

· Costa Rica
Costa Rica se esforça para ser eco-friendly em todas as áreas, de conservação de suas grandes felinos para incentivar o setor de turismo para adotar medidas verde. O conselho de turismo implementado um Programa de Certificação de Turismo Sustentável para as empresas tour taxa para que os viajantes podem escolher hotéis eco-friendly e muito mais. Naturalmente, as principais atrações para os visitantes são as luxuriantes florestas tropicais, o que permite toneladas de animais e plantas (muitas das quais ameaçadas de extinção, espécies raras) para prosperar.

· Portland, Oregon
Portland é como a sustentabilidade de um hot spot que a International Ecotourism Society irá realizar o seu congresso anual este ano. Consistentemente fazendo listas de cidades sustentáveis, Portland ganha o título, fazendo coisas como pilotar um programa composto de coleta e dando dispositivos de conservação de água livre. Também amo a sua imponente floresta cheia de árvores, o grande esqui e facilidade de bicicleta.

· Brasil
Brasil pode ser conhecida pelo seu vestido de damas tanga na Praia de Copacabana, mas também ganhar um nome para si mesmo em estabelecimentos eco-friendly. E, segundo o New York Times, 85 por cento de sua eletricidade vem de fontes renováveis, a eletricidade que, em seguida, vai para ajudá-la a ser uma produtora mundial de produtos eco-tingidas como couro vegetal.

· Quénia
Esqueça animais enjaulados em zoológicos; Quênia mantém a sua planície aberta, livre para roaming elefantes, zebras, girafas e gazelas. A abundante fauna silvestre no país Africano de 54 parques nacionais e reservas torna-se um dos principais destinos de safári. A paisagem diversificada, não é mau, quer, você vai ver tudo de savanas de praias, florestas, montanhas tampadas neve, desertos de recifes de coral, que o país está interessado em manter intocada como possível.

· Antartica
Devido ao seu baixo nível do turismo e suas práticas fauna extremamente cauteloso, beleza fria da Antártida natural permanece intacto. Isso, combinado com o fato de que é remota e caro para visitar, faz dela um lugar de visita obrigatória em sua vida. Você vai voltar de uma visita à Antártida com um renovado respeito pela natureza ea beleza da Terra.

sábado, 7 de agosto de 2010

Pênis: Tamanho é documento, sim!

Você já deve ter se cansado de ouvir a declaração de que “tamanho não é documento”. É uma daquelas frases auto-iludidas, como “é dos carecas que elas gostam mais”. Desculpe, mas a maioria de nós não gosta de carecas. (Falta de cabelo pode indicar baixo nível de testosterona, que é um hormônio que não pode faltar num homem.) Da mesma forma, é preciso encarar que tamanho é documento, sim, senhor.

É claro que estamos falando do nosso amigo pênis. Sem essa de dizer que o que conta para as mulheres são as preliminares. Ou que o prazer feminino depende do envolvimento com o dono do pênis em questão. Claro que tudo isso é importante. Mas a gente, tanto quanto os homens, também gosta de carne. Carne bonita. Muita carne. Se homem gosta de bumbum grande e seios fartos, por que a gente não pode gostar de volumes generosos também?

Que me desculpem os maldotados, mas o nosso prazer depende, sim, do tamanho do pênis. Estou falando do prazer no intercurso. Mas também do prazer visual, tátil. Se o rapaz tiver o melhor beijo do mundo e um pênis minúsculo, boa parte do esforço – o dele e o nosso – vai por água abaixo. Não há como negar. (Confesso que não consultei especialistas para chegar a essa conclusão: consultei garotas. Mas você quer alguém melhor para perguntar?)


O mito de que tamanho não é documento vem provavelmente de uma velha idéia machista de que mulher não gosta de ter prazer pelo prazer. Ou seja: o prazer físico seria privilégio dos homens, que são encorajados a fazer isso desde o momento em que deixam de engatinhar. Às mulheres caberia um interesse meramente emocional, quase platônico, em relação ao sexo. Saiba que não é assim. Mulher tem tesão, gosta de corpo, de curvas e precisa de prazer tanto quanto um latagão qualquer. Chega dessa história de que, para o rapaz, quanto mais mulheres arrecadar, melhor. Enquanto para a menina, vale o contrário: quanto menos viver, quanto menos curtir, melhor. Toda a diversão para eles e só culpa e vergonha para a gente? Chega.

Dizer que o tamanho do pênis não importa é deixar de reconhecer que também existem mulheres que procuram sexo sem envolvimento. Algo que não tem nada a ver com amor, casamento ou relacionamento emocional. A gente também gosta dessas coisas, claro. Assim como é evidente que ninguém se apaixona por um pênis sozinho, existem milhares de outros fatores que podem eventualmente tornar o tamanho do pênis um quesito secundário. Mas nada disso garante a alguém imaginar que, para as mulheres, o tamanho do pênis é apenas um pequeno detalhe. Não é.

Em uma recente matéria da Super, aprendi sobre o “investimento parental”, um termo criado por um pesquisador americano que parte do princípio de que “óvulos são caros, esperma é barato”. Isso faria com que os machos tendessem à poligamia e as mulheres, à monogamia. Tudo o que posso dizer a esse respeito é que dou graças a Deus por ser uma fêmea da espécie humana, com livre-arbítrio para escapar ilesa – e solteira! – dessa chatíssima imposição natural. Podemos tranqüilamente fazer sexo sem a intenção de gerar prole, tanto quanto um macho da espécie.

Sexo é algo que as pessoas deveriam praticar por um só motivo: é bom. Isso sempre foi claro e permitido para os homens. Só há bem pouco tempo começou a ser permitido para as mulheres pensar assim também. Mas ainda há resquícios da Idade das Trevas – ainda hoje, por exemplo, temos uma lei estúpida no Brasil declarando que se o marido descobrir que sua esposa não é mais virgem alguns dias depois do casamento, pode anulá-lo. Felizmente, a sociedade está mudando e preocupações como “será que ele vai achar que eu sou uma desclassificada porque aceitei o convite de ir para o motel logo no primeiro encontro?” estão dando (sem trocadilho!), na cabeça das mulheres, lugar a pensamentos bem mais saudáveis e menos neuróticos: tomar de cara a iniciativa e convidá-lo, se assim o coração mandar. Afinal, nada é tão saudável quanto o sexo sem neurose e sem culpa.

Curiosamente, alguns homens ainda têm resistência a esse tipo de comportamento feminino. O que é incompreensível. Quer dizer que só porque a garota foi para a cama com você no primeiro dia, isso significa que ela não é digna de um relacionamento duradouro? Se sexo é tão bom para você, por que não pode ser bom para ela também?

É triste viver numa sociedade que pune, ainda que veladamente, as mulheres que transam numa boa e que falam a verdade sobre o assunto como, por exemplo, que o tamanho é importante, sim, senhor.

Fonte: super.abril.com.br
Autora: Clarah Averbuck ( Jornalista, é autora de Máquina de Pinball, a ser publicado em agosto deste ano pela Editora Conrad)

Frase
“Que me desculpem os maldotados, mas tamanho é fundamental”

lésbicas são chamadas de sapatões e os gays, de veados. Porquê?

A relação dos termos "veado" (ou "viado", como se costuma falar) e "sapatão" com a homossexualiidade é bem literal mesmo. "Sapatão", como já se pode imaginar, faz referência a pés grandes, uma característica masculina. Segundo o etimologista Reinaldo Pimenta, no livro Casa da Mãe Joana 2, o termo "surgiu na década de 1970, quando as mulheres com opção sexual alternativa tinham predileção por usar um tipo de calçado mais caracteristicamente masculino". Outro etimologista, Deonísio da Silva, autor de De Onde Vêm as Palavras, vai um pouquinho além: "Em casais de lésbicas, as mulheres que faziam as vezes de marido assimilaram o preconceito, fazendo questão de usar sapatos grandes. Já as que faziam as vezes da esposinha eram em geral menores, mais esbeltas e usavam sapatos menores. Logo, foram caricaturadas como sapatão e sapatinha". Já "veado"é uma associação do perfil do animal - magro, esguio e lépido - com o dos homens afeminados, que talvez tenha origem em um "causo" carioca. Dizem que, nos anos 20, um comissário de polícia foi incumbido de prender os homossexuais que circulavam pelas imediações da praça Tiradentes, na região central do Rio de Janeiro. Ele fracassou e, para explicar a falha, disse que, quando seus homens se aproximavam, os delicados alvos fugiam correndo como veados. O episódio ganhou a imprensa carioca e, logo, a boca do povo.

Autor: Artur Louback Lopes
Do mundoestranho

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

O tamanho do genital masculino é mais significativo para os gays.

Gostaria de saber se há alguma maneira de aumentar o tamanho do pênis. O tamanho realmente importa na hora do vamos ver?

O tamanho do pênis é muito variável. O pênis do brasileiro adulto tem em média entre 12 e 14 cm. O tamanho não está necessariamente ligado a maior prazer. O prazer está muito mais relacionadas à cabeça e às emoções que rolam durante a transa. As mulheres quase nunca referem ao tamanho do pênis como sendo um fator importante na transa, o tamanho é mais significativo para os gays. Achar que não vai satisfazer a parceira ou parceiro porque o pênis não é grande é muito mais uma encanação do que a realidade. Procure conversar com o seu parceiro sexual e ouvir se isso é ou não importante e então conclua se vale a pena continuar a transa. O que não vale é ir pra transa com esse tipo de dúvida.

Existem cirurgias para o aumento do pênis, mas elas têm um efeito muito limitado e podem, no máximo, aumentar uns 2 ou 3 cm. Agora, como em todo procedimento cirúrgico, há riscos envolvidos e, se algo der errado, pode haver perda da sensibilidade ou até de função.
Jairo Bouer. ( Caliente )

O tamanho do pênis pode diminuir com o avanço da idade?
Não existe essa relação com a idade. O pênis só pode diminuir por consequências de cirurgia de câncer de próstata ou pélvico. Não há com o que se preocupar porque ele ficará sempre com o mesmo tamanho que já tem. (Marco Arap)

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Revista Auto Esporte lista os 20 carros feios. Veja

Dizem que gosto não se discute, mas quando há casos em que a estranheza do desenho de alguns modelos é unanimidade. Fizemos uma lista com os 20 modelos mais esquisitos lançados nos últimos tempos. Claro que esse grupo poderia aumentar bastante, mas já é possível ter uma ideia de como nem sempre os projetistas estão inspirados em traçar linhas harmoniosas.

Entre os nossos eleitos, incluímos modelos nacionais e importados. No primeiro grupo um dos destaques fica por conta do Volkswagen Sedan 1600, conhecido como “Zé do Caixão”. Por que? Basta dar uma olhada nas linhas da carroceria para ter a resposta. E entre os carros vindos do exterior, um dos mais estranhos até no nome é o Pontiac Aztek.




Fonte: Revista Auto Esporte

Adolescente estupra vendedora dentro de loja e acaba preso

Uma vendedora de 26 anos foi estuprada por um adolescente de 16 anos, no início da manhã de ontem, em Jacaraípe, na Serra. O crime aconteceu dentro da loja onde a vítima trabalha há cerca de quatro meses.

O estuprador conseguiu fugir, mas o sistema de videomonitoramento da loja registrou sua imagem, e ele acabou preso no início da noite de ontem, ainda em Jacaraípe. No DPJ da Serra, confessou o crime. 

Morador de um bairro vizinho, o rapaz, segundo o delegado José Virgílio não tinha registro de passagem policial. Ele foi preso à noite, próximo à loja, e a vítima o reconheceu.

O estupro aconteceu por volta das 10 horas, logo após a vendedora abrir a loja. Ela limpava o local, sozinha, quando o rapaz entrou e a levou para o banheiro, em busca de dinheiro.

Depois, foi até a caixa registradora e pegou tudo o que havia. Em seguida, arrastou a mulher, de novo, para o banheiro, onde a estuprou. “O acusado tentou beija-la na boca, mas ela não deixou. Ele, então, ameaçou atirar na cabeça dela”, disse a delegada Adriana Zotich e Zotich.

A vítima disse que o jovem estava calmo e dizia estar armado. Ela percebeu um volume na cintura dele, mas não viu arma. 

Oração 
Nervosa, a mulher disse que o estupro foi interrompido assim que ela pediu, em oração, ajuda a Deus. Antes disso, chorando, chegou a implorar ao criminoso para que ele não a estuprasse, mas não foi atendida.

A vendedora contou ainda à polícia que o rapaz chegou a fechar a porta do banheiro e ameaçá-la de morte, caso gritasse por ajuda. Assim que ele fugiu, ela ligou para os patrões, que acionaram a Polícia Militar.

Ele foi levada ao Hospital Dório Silva, em Laranjeiras, Serra. Do hospital, seguiu para a Delegacia da Mulher do município, de onde foi encaminhada para o DML, em Vitória. (Com informações de Almir Neto) 

Intenção do invasor era abusar de vítima 
Para a delegada Adriana Zotich e Zotich, da Delegacia da Mulher da Serra, não restam dúvidas de que o criminoso invadiu a loja com a intensão de estuprar a vendedora. O assalto foi apenas um pretexto utilizado pelo acusado. Ela destacou, ainda, que esse é o terceiro caso de estupro ocorrido na Serra somente na última semana, e que o rapaz que estuprou a vendedora não usou preservativo, ao contrário de dois suspeitos investigados no caso da Gangue do Vectra Branco, que atacou mulheres em pontos de ônibus de Vitória, e as estuprou na Serra, onde as abandonou. “Apelamos à população que denuncie ligando para o 181”, pediu a delegada. 


Fonte: http://www2.gazetaonline.com.br/

Filho de ex-jogador Toninho Cerezo: "Nós, transexuais, nascemos sozinhos"


Modelo fala sobre sua sexualidade e o sucesso no mundo da moda

QUEM ONLINE

foto: Divulgação
Lea T (de batom vermelho, à direita) no anúncio da campanha de Inverno da Givenchy
Lea T, transexual brasileira filha do ex-jogador Toninho Cerezo, ganhou destaque nas páginas do jornal inglês "The Guardian". A publicação traçou um perfil da modelo, que ficou conhecida ao posar para a campanha da grife Givenchy. Na entrevista, fala sobre a rejeição da família e o período que morou na Europa.


"Quando meu pai chegou em casa olhou para mim e disse que havia algo errado comigo. Nos anos seguintes, todos começaram a rezar para que eu fosse gay. Teria sido o mal menor para uma família religiosa que usava regras do tipo colonial, uma forma rígida de vida ", disse.

Quando foi estudar na Itália, Lea T lembra que atraía a atenção de meninos e meninas, e possuia o sentimento de não ter uma "sexualidade definida, ou uma direção precisa para seguir". "Quando eu descobri a transexualidade, estava curioso e em seguida, recuei com medo, dizendo a mim mesmo: 'Eu não sou assim".

Mais tarde, quando conheceu o então aspirante a designer italiano Riccardo Tisci, um jovem licenciado da Central Saint Martins College Art, em Londres, que começou a analisar as perspectivas. Lea virou sua assistente pessoal e serve como modelo nos bastidores das criações.


"Eu concordei em participar em nome de todos os meus amigos transexuais". No amor, ela se mostra pessimista sobre as chances de encontrar a felicidade. "Nós transexuais nascemos e crescemos sozinhos. Após a operação, nascemos de novo, mas mais uma vez sozinhos. E morremos sozinhos. É o preço que pagamos".

"A escolha", disse ela, que já foi chamada de Leandro ou "Leo", à Vanity Fair italiana, "situa-se entre ser infeliz para sempre ou tentar ser feliz."

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Ômega 3 e 9 auxiliam no controle da fome e no gasto energético

Por Cristiane Paião
03/08/2010

Até alguns anos atrás acreditava-se que a obesidade se devia, em grande parte, ao valor energético dos alimentos que os indivíduos ingeriam. A tese, na verdade, não estava de todo errada, mas faltava ainda uma explicação mais profunda sobre como esse complexo mecanismo de ação se desenvolvia ao nível celular. Diante deste questionamento, os pesquisadores do Laboratório de Sinalização Celular (Labsincel), da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, foram buscar em modelos animais outras explicações para a gênese da doença e fizeram uma descoberta importante: a ação dos ômegas-3 e 9 pode ser de grande valia nesse processo e trazer novas perspectivas para quem sofre com a doença que assola parcelas cada vez maiores da sociedade moderna.

Estudos recentes desenvolvidos pelo laboratório, coordenado por Lício Velloso, mostraram a forte relação entre dietas ricas em gorduras saturadas - como as presentes nas carnes bovina e suína, e em seus derivados como leite, queijos e manteiga - e o mecanismo de ação da doença em neurônios de uma região do cérebro chamada hipotálamo, responsável pelo controle da fome e do gasto energético. De acordo com esses estudos, as dietas ricas em gorduras saturadas geram um tipo de inflamação local que acaba influenciando em seu funcionamento. Quando prolongado, esse processo inflamatório pode levar à morte de neurônios e, consequentemente, à perda do controle neural. Uma vez inflamado, o hipotálamo perde parte de suas funções ao ter reduzida a sua capacidade de “percepção” entre o momento de sinalizar para o organismo a estocagem e a queima de energia. Logo, algumas pessoas, quando expostas a essas dietas, perdem gradativamente o controle da fome e passam a consumir mais calorias do que gastam, tornando-se obesas com o decorrer do tempo.


A boa notícia é que uma pesquisa recente realizada no Labsincel traz nova luz para esta questão: o estudo mostrou como a ação dos ácidos graxos insaturados ômega-3 e ômega-9 (presentes respectivamente na semente de linhaça e no azeite de oliva) é capaz não apenas de interromper como também reverter este processo inflamatório causado pelas dietas ricas em gorduras saturadas. O estudo, intitulado “Ácidos graxos mono- e poliinsaturados no controle da inflamação hipotalâmica em animais obesos e diabéticos”, foi realizado por Dennys Esper Cintra em seu pós- doutorado, com supervisão de Lício Velloso.

A pesquisa revelou ainda que o ômega-9, ao contrário do que se sabia até o momento, é mais potente em reverter essas condições do que o ômega-3, descrição inédita na literatura. Até o momento, apenas o ômega 3 é reconhecido como um clássico anti-inflamatório. Realizada em modelos experimentais, a pesquisa comparou a ação dos ácidos graxos insaturados ômega-3 e ômega-9 no hipotálamo de camundongos obesos e diabéticos e demonstrou que essas substâncias são capazes não apenas de atenuar a inflamação e restabelecer o processo de sinalização celular que controla o apetite como também de interromper os sinais de morte celular que vinham se instaurando.

A pesquisa mostrou, no entanto, que para que os resultados sejam efetivamente alcançados é preciso uma ingestão contínua dessas substâncias, somada à descontinuidade da ingestão elevada de alimentos ricos em gordura saturada, ou seja, é preciso que haja uma reeducação alimentar, pois uma vez interrompido o tratamento os neurônios voltam a sofrer o processo de apoptose (morte celular).

Os experimentos demonstraram que a perda de peso não deveu-se apenas à recuperação do controle nervoso da fome, mas também porque tais substâncias aumentaram o gasto energético dos animais. Quando infundido diretamente no hipotálamo, ou mesmo quando consumidos por via oral, ambos ômega 3 e 9 aumentam a expressão de uma proteína chamada de UCP-1 no tecido adiposo marrom, proteína esta que é responsável pelo aumento do gasto energético. Com isso, a atividade das proteínas da via da insulina e da leptina foi restaurada. Os animais se tornaram muito mais tolerantes à glicose e também mais sensíveis às ações da insulina, antes prejudicada pela obesidade.

Um fator surpreendente demonstrado no estudo foi o fato de a resposta mais interessante ter sido demonstrada nos grupos que receberam as menores concentrações na dieta, tanto de ômega 3 quanto de ômega 9, e ainda de serem correspondentes a quantidades passíveis de consumo no dia-a-dia por meio de um acréscimo natural desses alimentos em nossas refeições diárias, sem a necessidade de suplementos alimentares. Alimentos como semente de linhaça marrom, óleo de soja, sardinha e canola apresentam custos razoáveis e também são excelentes fontes de ômega-3. Da mesma forma, o azeite de oliva, óleo soja, abacate e amendoim são fontes saudáveis de ômega-9.

Fonte: http://www.comciencia.br/comciencia/?section=3&noticia=644

Veja fotos de Lindsay Lohan como atriz no filme 'Inferno'

Atriz viverá Linda Lovelace em 'Inferno'. Imagens de divulgação caíram na internet


Ego

Estas são fotos de divulgação do filme "Inferno", em que Lindsay Lohan interpreta a atriz pornô Linda Lovelace, mais conhecida como Garganta Profunda. Em recente entrevista, a atriz defendeu seu novo trabalho e disse que longa não é pornográfico. "O jeito que Matthew (Wilder, o diretor) filma não é vulgar. O filme não é sobre sexo pesado com cenas de nu total", disse.


LiLo está internada em um clínica de reabilitação, depois de ficar treze dias na cadeia por violar os termos de sua condicional. Ela recebe tratamento para vício em metanfetamina e transtorno bipolar.



Lindsay Lohan como Linda Lovelace


foto: Divulgação



Lindsay Lohan como Linda Lovelace



foto: Divulgação


Lindsay Lohan como Linda Lovelace

Francesa é presa por manter marido octogenário em cativeiro

Uma francesa de 45 anos foi indiciada e está em detenção provisória por ter mantido seu marido octogenário em cativeiro durante um ano na residência do casal.

François Deweille ficou trancado na lavanderia no subsolo da casa, sem janelas, sofreu maus tratos e era alimentado somente com produtos com a data de validade vencida.

Béatrice Fautré foi indiciada por sequestro, violência sobre pessoa vulnerável e abuso da fragilidade de outra pessoa e está detida desde sábado passado na prisão de Versalhes, nos arredores de Paris.

Fautré havia trabalhado como empregada do octogenário e se casou com ele no início de 2008.

Dinheiro

De acordo com a polícia, ela teria retirado 500 mil euros (cerca de R$ 1,1 milhão) de uma conta bancária conjunta. As investigações, que estão na fase inicial, vão determinar se houve mais desvios de dinheiro no passado.

"Há sem dúvida o fator financeiro. Ela se aproveitou amplamente da fortuna de seu marido. Mas isso não explicaria tudo. Nada a impedia de desviar o dinheiro sem precisar sequestrá-lo nessas condições", afirmou o comandante Bruno Arviset, da polícia militar do departamento de Eure-et-Loir, no centro-norte da França.

O octogenário, que tinha a visão reduzida, ficou totalmente cego após ter ficado preso por um ano na lavanderia sem janelas no subsolo da casa, situada na cidade de Arrou, em Eure-et-Loir.

Ele foi hospitalizado em estado de choque na quarta-feira passada em um hospital da região. Seu corpo estava coberto de hematomas e ele sofria de desnutrição, segundo a polícia.

O amante de Fautré, dono de um supermercado da cidade, morava na casa onde o octogenário estava preso. Ele e o filho mais velho da esposa, de 22 anos, foram indiciados por cumplicidade no sequestro e por não ter denunciado os maus tratos.

Eles permanecem em liberdade, mas sob controle judicial, com obrigação de cumprir exigências impostas pela Justiça, como não sair da cidade e comparecer às convocações das autoridades.

"A esposa alimentava o marido duas vezes por dia com produtos estragados. Não havia refeições quentes. Somente ela detinha a chave do local e era a única a ter contato com o octogenário", afirmou o comandante Arviset.

Denúncia da filha

Segundo a promotoria de Chartres, responsável pelo caso, a polícia foi alertada pelas declarações da filha mais jovem de Fautré, cuja guarda está sob os cuidados dos serviços sociais franceses.

A criança havia declarado a presença na casa "de uma pessoa suja, que furtava comida e sofria violências porque deixava sua mãe irritada".

O advogado de Béatrice Fautré declarou que a mulher "não está em condições de compreender as acusações que pesam contra ela". A esposa nega as acusações de maus tratos.

Os moradores da cidade de Arrou afirmaram à imprensa francesa pensar que o idoso havia sido transferido para um asilo. Ele havia sido visto pela última vez em uma farmácia de Arrou em julho de 2009, segundo a polícia.

O prefeito de uma cidade vizinha, onde a vítima e Fautré moravam antes, havia no início se recusado a realizar o casamento no civil em razão da grande diferença de idade e havia exigido um atestado médico do idoso.

O documento foi obtido, e o casamento foi realizado pelo adjunto do prefeito no início de 2008.

Para mais notícias, visite o site da BBC Brasil

Namorada bate em advogado

Dois casos de agressão praticados por namorados foram registrados pela polícia nesse final de semana. Em um deles a vítima foi um advogado de 29 anos. Em outro, uma adolescente de 16. Ambos procuraram o Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Vitória. Os casos aconteceram, respectivamente, nos bairros de Jardim da Penha e Grande Vitória, na Capital.

No bairro Grande Vitória, na periferia de Vitória, a garota disse ter sido alvo de socos, tapas, unhadas e puxões de cabelo. A vítima foi encaminhada ao Departamento Médico Legal (DML) para realização de exames.

A agressão ocorreu às 20h30, em via pública. Mas a garota não disse o que teria gerado a agressão praticada pelo namorado.

No bairro classe média de Jardim da Penha, próximo a um shopping, o outro caso de agressão ocorreu por volta das 2h, e a vítima foi um advogado.

Ele disse que estava encerrando o relacionamento com a namorada de 27 anos. Enfurecida, e alcoolizada, segundo a vítima, a mulher o agrediu com socos e arranhões, além de trincar o parabrisa e a lataria do carro do rapaz – um Corsa Hatch, cor preta. (Paulo Rogério)

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Fiuk posa sem camisa para revista e diz que chora com recados das fãs

Fiuk, sobre ensaio nu da irmã Cleo Pires: 'Prefiro nem ver'


Em entrevista a jornal, ator afirma que conseguiu driblar o ciúme, mas não pode dizer o mesmo sobre o pai, Fábio Jr: 'Ele nem toca no
Ego

foto: Divulgação

Fiuk posa sem camisa para revista e diz que chora com recados das fãs

Ídolo da geração teen, o cantor e ator Fiuk é também filho e irmão como qualquer um. Em entrevista ao jornal O Dia, o jovem voltou a comentar o ensaio da irmã Cleo Pires para a revista Playboy.


"Prefiro nem ver. Antes, eu era muito ciumento, mas agora que ela já fez as fotos, relaxei. Meu pai nem toca no assunto. Eu que não serei o primeiro a conversar com ele sobre isso", diverte-se Fiuk sobre o papai Fábio Jr.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Polícia diz ter provas da morte de Eliza: bebê, sangue e Bola


Inquérito sobre o sumiço e suposta morte da jovem foi concluído na quinta.
Delegado relatou três provas de que ela foi assassinada.

Do G1, em São Paulo

 As buscas pelo corpo de Eliza Samudio continuam, apesar do encerramento das investigações sobre o desaparecimento e suposta morte da jovem. A informação foi dada pelo delegado Edson Moreira, presidente do inquérito sobre o caso, em entrevista, nesta sexta-feira (30), no Departamento de Investigações (DI), em Belo Horizonte.
O inquérito foi encerrado na quinta-feira (29) e entregue à Justiça nesta sexta. Mesmo sem a polícia ter encontrado vestígios do corpo de Eliza, nove pessoas foram indiciadas por suspeita de envolvimento na morte da jovem. Todos negam participação no crime.
De acordo com relatório divulgado pela polícia, há três provas de que a jovem foi morta. São elas:
1 - o sangue dela encontrado em um dos carros de goleiro;
2 - o resgate do filho de Eliza (que foi encontrado na casa de uma mulher desconhecida, em Ribeirão das Neves, em Minas Gerais); e
3 - a contratação do ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, que, seguindo a polícia, também conhecido como Bola, Paulista, Neném e Russo.
Leia aqui o relatório que a Polícia Civil divulgou: página 1página 2 e página 3
Durante a entrevista coletiva, no DI, Moreira citou outras provas que, segundo ele, mostram que houve homicídio e ocultação de cadáver.
Eliza está desaparecida desde o início de junho. Ela teve um relacionamento com o goleiro Bruno de Souza, e tentava provar, na Justiça, que teve um filho do atleta. Moreira disse que a gravidez "despertou a ira de Bruno" e que ele e os amigos planejaram o assassinato da jovem. A criança tem, hoje, cinco meses de idade, e está com a mãe de Eliza, em Mato Grosso do Sul.
'Garantias'Para Moreira, o filho de Eliza não seria abandonado porque ele seria fundamental para ela obter o dinheiro que vinha pedindo ao goleiro Bruno. "Ela não deixaria o filho na mão de terceiros, pois a criança seria a garantia de uma pensão alimentícia razoável e duradoura, que asseguraria seu futuro e da própria criança pelos próximos 18 anos, em uma situação tranquila financeiramente, além de probabilidade de participação de programas de TV mediante pagamento de cachês", disse o delegado.
No relatório, a polícia ressalta que, depois que tiraram o bebê da mãe, os amigos de Bruno passaram a chamá-lo com outro nome "na tentativa de apagar quaisquer vínculos de relação com Eliza".
O texto da polícia ainda destaca a contratação de Bola, "um homem com vivência policial preventiva e investigativa, dtoado de conhecimentos de técnicas de combates urbanos e nas selvas, com domínio e manuseio de materiais explosivos". "Claro que tendo uma pessoa experiente, que conhece e sabe como matar e sumir com um corpo, vai ser difícil achar esse corpo. Por isso que optamos pela materialidade indireta, que é importante", falou Moreira.
Crime premeditadoMoreira acredita que o crime foi premeditado e que o goleiro Bruno usou o período de folga,durante a Copa do Mundo, para executar o plano.
As investigações se basearam no primeiro depoimento dado por um adolescente que foi detido na casa de Bruno, no Rio de Janeiro. Depois, o menor mudou suas versões e chegou a desmentir toda a história, de acordo com o advogado dele, Eliézer Jônatas de Almeida Lima.
O delegado disse que o adolescente "ainda é o único que esteve presente no início ao fim do caso". "A polícia calçou cientificamente o depoimento do menor. As provas científicas que temos, o GPS, o sangue dele e da Eliza [em um carro de Bruno] e a descrição do Bola, que tem uma falha na arcada dentária superior. Por último, a descrição da morte de Eliza, por asfixia”, disse Moreira.
O pai de Eliza Samudio, Luiz Carlos Samudio, foi até o Departamento de Investigações, nesta tarde. Ele chorou durante a entrevista do delegado. "Não vou descansar enquanto não encontrar Eliza. Essa é a próxima etapa", disse ele, ao deixar o prédio. O advogado Sérgio Barros da Silva, que defende Luiz Carlos, disse que o cliente ficou "feliz com o trabalho da polícia".
HistóricoNa entrevista desta tarde, Moreira disse que, durante 40 dias, trabalharam no inquérito cinco delegados, 20 agentes e dez peritos. Ele apresentou uma linha do tempo sobre o suposto sequestro e a possível morte de Eliza Samudio.
O relato começou com o inquérito sobre a suposta agressão sofrida por Eliza, no ano passado. Ela procurou a polícia, no Rio de Janeiro, e afirmou que foi obrigada a tomar substâncias abortivas. Exames feitos pela polícia fluminense foram considerados inconclusivos.
De acordo com Moreira, em maio, o menor e Luiz Henrique Ferreira Romão, amigo de Bruno conhecido como Macarrão atraíram Eliza para o Rio de Janeiro prometendo que iriam acertar o valor da pensão e que Bruno ainda daria um apartamento para ela, em Belo Horizonte, para que o filho fosse criado perto da família do goleiro.
InquéritoO inquérito tem oito volumes, com cerca de 1.600 páginas e três anexos. O goleiro Bruno de Souza, Luiz Henrique Ferreira Romão (Macarrão), Flávio Caetano de Araújo; Wemerson Marques de Souza, Dayanne Souza (mulher de Bruno), Elenilson Vitor da Silva, Sérgio Rosa Sales (primo do atleta) e Fernanda Gomes de Castro (amante do goleiro) foram indiciados por homicídio, sequestro e cárcere privado, ocultação de cadáver, formação de quadrilha e corrupção de menores.
O ex-policial Marcos Aparecido dos Santos foi indiciado por homicídio qualificado, formação de quadrilha e ocultação de cadáver.
De todos os indiciados, Fernanda é a única que está em liberdade. A polícia informou, nesta sexta, que pediu a prisão preventiva dela.
A prisão temporária dos outros suspeitos foi decretada no início de julho. Todos estão presos na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Também nesta sexta, a polícia pediu a prisão preventiva dos oito suspeitos, com o objetivo de prorrogar a permanência deles na cadeia.
*(Com informações da Globominas.com)

Ensaio nu de Cleo Pires para 'Playboy' não será assim tão nu.

Atriz falou sobre celulite e a experiência de posar nua ao jornal 'Folha de S. Paulo' deste domingo, 25.


Cleo Pires mostrando seu lado exibicionista
na Playboy
Esse ensaio nu da Cleo Pires vai decepcionar os marmanjos, tipo o da Grazi Massafera ... No fim vai exibir no máximo os peitos - e ainda cobertos por panos ou pela sombra dos refletores.

De acordo com a revista Minha Novela desta semana, a Playboy virá com um óculos 3D para que o público aprecie o pôster central por muitos ângulos - e para que se tenha mais uma ferramenta para auxiliar na procura por celulite e outras falhas que não serão retiradas pelo photoshop... É o que dizem.

Apesar da ideia ser no mínimo engraçada, pelo menos eles escolheram a Cleo pra colocar a ideia em prática.

(Versão do clicrbs.com.br/blog)


A atriz Cleo Pires gostou muito de fazer o ensaio nu que estampará as páginas e a capa da revista "Playboy" de agosto. "To amando, tô tão ansiosa... As fotos ficaram lindas e quero que as pessoas vejam ", disse ela à coluna da jornalista Mônica Bergamo, na "Folha de S. Paulo" deste domingo, 25. Cleo já tinha recusado três convites, mas dessa vez, aceitou numa boa. "Eu fiquei com vontade. Foto é uma das coisas que gosto de fazer. E descobri que sou um pouco exibicionista", contou. "Fico tranquila nua, não acho que tenha nada demais nisso', explicou.

Quanto aos retoques nas fotos, Cleo garante que serão poucos, pois pediu isso á revista. "Não queria que meu corpo parecesse um corpo que não é meu. Não queria, por exemplo, que tirassem minhas celuliltes", revela, assumindo algo que atemoriza a grande maioria das mulheres. "Todo mundo tem [celulite]. E tô há um tempo sem malhar. A bunda não tá lá no pescoço, tem uma 'celulitinha' aqui e ali, mas não precisa de retoque", garante. Fonte: Ego

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Corpos de oito bebês são encontrados em jardim na França

Mais um crime cometido contra crianças choca o mundo. Toda a imprensa europeia noticia, nesta quarta-feira, a descoberta de oito corpos de recém nascidos enterrados no jardim de um prédio, em uma pequena cidade da França de cerca de 700 habitantes, um "villagio". Os assassinatos foram cometidos pela própria mãe. Os vizinhos do casal de franceses afirmaram aos policiais que outros corpos foram escondidos em uma outra casa que fica a um quilômetro de distância do prédio.

Segundo uma emissora de rádio francesa, a mãe dos bebês teria confessado os crimes, dizendo que assassinou os filhos para esconder do marido cada gravidez indesejada. Ainda de acordo com a divulgação, a francesa teria afirmado que sufocou pelo menos 10 filhos, o primeiro em 1988.

Ainda segundo relatos da rádio francesa, os corpos foram descobertos com a chegada de um novo morador, que limpando o próprio jardim encontrou alguns ossos. Depois da análise dos restos encontrados, a polícia concluiu que se tratava de ossos humanos de pelos menos dez anos.

Os vizinhos da pequena cidade estão surpresos com a história. Todos os interrogados dizem que o casal não demonstrava nenhum comportamento estranho, eram pessoas simpáticas e gentis.


Se for confirmado que a mãe é a verdadeira assassina, não será o primeiro caso registrado na França. O caso que mais chocou o mundo foi o de Veronique Courjault, que congelou 3 filhos. A história inspirou o livro de Mazarine Pingeot, "O cemitério das bonecas".

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Cães prevêem ataques epilépticos e alertam seus donos

Eddie é um cão de três anos que foi abandonado no Centro de Resgate Sheffield por causa de sua natureza energética que causou muitos problemas para seus donos anteriores. No entanto, é exatamente isso que faz dele perfeito para o seu novo trabalho como um cão de alerta a ataques epilépticos.

A entidade de suporte a cães Sheffield é a única no Reino Unido que treina cães de alerta. Ao contrário dos cães guia para surdos e cegos, a função dos cães de alerta não é apenas ajudar, mas também prever.
Pessoas que sofrem de formas graves de epilepsia podem sofrer convulsões na qual perdem a consciência, caem e podem se machucar seriamente.

Os estudiosos não sabem como os cães podem perceber que uma crise está prestes a ocorrer, mas existem três teorias: na primeira hipótese, pode haver micro expressões que o cão entende que precedem um ataque, ou pode haver um cheiro especial ao qual o cão é sensível e, finalmente, pode ser que o cão senta perturbações no campo elétrico que são causados por um ataque.

Eddie é 100% preciso. Vale a pena destacar que pessoas que têm o cão de alerta às vezes passam a ter menos ataques, com efeitos mais atenuados, graças à segurança que o cachorro proporciona. Pessoas alegaram ficarem mais relaxadas por terem o apoio do cão.

O cachorro da senhora Toni Brown-Griffin, AJ, lambe sua mão esquerda obsessivamente cinqüenta minutos antes de uma crise maior. Quando a crise é menor, ele dá um aviso quinze minutos antes, lambendo a mão esquerda três vezes antes de por a pata nela.

É uma forma de poderem levar uma vida normal com tempo suficiente para ficarem seguros antes de um ataque. [ [Telegraph]

Canal americano terá reality show sobre gigolôs‎

Produtores apostam na boa repercussão dos profissionais do sexo no cinema e na TV para conquistar público

Richard Gere em 'Gigolô por Acidente': 
Com duradoura onda dos reality shows, emissoras buscam variar cada vez mais a temática desses programas que, geralmente, têm alta temperatura em seus termômetros de audiência.

Segundo informações do site TV Squad, o canal Showtime produzirá um programa em que as personagens da vida real serão gigolôs que trabalham em Las Vegas.

A emissora espera captar audiência com a atração, até mesmo pelo apelo favorável que a mídia tem dado a esses personagens, seja no cinema ou na TV.

Ainda sem nome definido, o reality deseja mostrar que usar o corpo em troca de dinheiro que pode ser difícil, mas que um programa sobre eles pode atrair repercussão na mídia, curiosidade dos fãs e audiência para a Showtime.

Terra